TRADUTOR

sexta-feira, 17 de setembro de 2021

O FANTASMA DO “TERCEIRO PERÍODO” E A ESQUERDA BRASILEIRA

O fantasma do “terceiro período” ainda persegue setores da esquerda brasileira

Frederico Costa*

'O capitão da União Soviética nos conduz de vitória em vitória!', Boris Efimov, 1933, Izogiz (Moscou, Leningrado), Fonte: Biblioteca Estatal Russa. Era o que se pretendia acreditar enquanto a orientação política stalinista resultava no massacre do proletariado chinês de Xangai e Cantão, em 1927 e na ascensão de Hitler, na Alemanha, em 1933.

Na história do movimento operário, o “terceiro período” significou uma orientação política desastrosa do stalinismo que expressou a degeneração da revolução socialista russa. De acordo com a estratégia da burocracia soviética, a luta de classes adotaria a seguinte trajetória: depois de uma primeira fase de ascenso revolucionário de 1919-1923 e de uma segunda etapa de estabilização relativa do capitalismo entre 1924-1927, a partir de 1928, abrir-se-ia um período de possibilidades revolucionárias imediatas. Tal visão arbitrária e inconsequente deteve-se em 1934, primeiro ano da ascensão do nazismo na Alemanha, e foi deixada no esquecimento pelos estrategistas stalinistas. Hoje, pouco se fala dessa aberração caiada de marxismo. No entanto, suas teses ainda se fazem presentes.

sexta-feira, 10 de setembro de 2021

DOSSIÊ AFEGANISTÃO - GRUPO BOLCHEVIQUE DA COREIA DO SUL

A derrota do imperialismo no Afeganistão e as Tarefas da classe trabalhadora

Publicamos abaixo o documento do Grupo Bolchevique da Coreia do Sul, com o qual temos acordos gerais sobre a Questão Afegã.


Viva a derrota americana na Guerra do Afeganistão! / Divisor de águas: A tendência geral tem se inclinado contra os imperialistas / A natureza reacionária do Talibã / A natureza mais reacionária e bárbara do imperialismo / Resistência anti-imperialista e Talibã / O Regime do Partido Democrático Popular do Afeganistão (PDPA) em 1978 / A “operação secreta” do imperialismo dos EUA e o envolvimento soviético / A Libertação das mulheres sob o governo do PDPA / Ocupação soviética e sob o Talibã / Simpatizantes hipócritas do imperialismo / A Invasão dos EUA em 2001 e o Talibã como força 'anti-imperialista' / O Destino do Talibã / Ensinamentos de Lenin e Trotsky / Tarefas da classe trabalhadora no Afeganistão e no mundo

Esta é uma tradução do coreano para o inglês e em seguida para o português de 제국주의의 아프가니스탄 패전과 노동계급의 임무. Após a tradução mecânica da IA, nós a revisamos. Mas podem haver erros. Todos os comentários são bem-vindos.

sábado, 28 de agosto de 2021

A DERROTA NA URSS E SUAS SEQUELAS

A derrota e suas sequelas
A contrarrevolução na URSS, não foi combatida, sequer admitida e menos ainda estudada pelos que se reivindicam revolucionários hoje, mais além de raras excessões

Humberto Rodrigues


A destruição final na URSS, após 74 anos de existência, em agosto de 1991, foi a maior derrota da classe trabalhadora e do comunistas nos últimos 50 anos. É preciso reconhecer essa verdade e dizê-la por mais amarga que ela seja. Esse é um ponto de partida para compreender a realidade atual para os que querem modificá-la, para todo aquele que tenha como estratégia a luta pelo comunismo. As lições dessa derrota são tão ou mais importantes para o nosso tempo quanto as lições de outubro de 1917 e as das causas da degeneração burocrática nas décadas seguintes.

VÍDEO-DEBATE: 30 ANOS DA CONTRARREVOLUÇÃO, TROTSKY E A CRISE NA ESQUERDA

Vídeo: 30 anos da contrarrevolução na URSS, Trotsky e a crise da esquerda

Para acessar ao vídeo, clique aqui

Através dessa transmissão, realizada pelo canal do coletivo Emancipação do Trabalho, uma frente de militantes e organizações do qual a FCT faz parte, teve início uma versão virtual do Jornal de nossa corrente. Foi criado o Programa FOLHA DO TRABALHADOR. O tema especial desse programa de lançamento foi: 30 anos da contrarrevolução na URSS, o legado de Trotsky e a crise da esquerda. O primeiro programa da FT correspondeu a transmissão #124 do Canal de Youtube e Facebook do Emancipação do Trabalho. Convidamos a todos nossos leitores a assistirem, curtirem e compartilharem os vídeos desse canal posto a serviço da reflexão e da luta dos trabalhadores.

terça-feira, 24 de agosto de 2021

CONTRARREVOLUÇÃO NA URSS E O CARÁTER DO ATUAL ESTADO CHINÊS

Uma análise torpe da contrarrevolução na URSS e suas consequências acerca do caráter do Estado chinês

O presente documento faz parte da coletânea de textos acerca da Contrarrevolução na URSS que integrarão um livro homônimo que se encontra no prelo. Abaixo, publicamos uma das três partes que compõe a declaração do Comitê de Ligação pela IV Internacional acerca da Contrarrevolução na URSS, da Guerra no Afeganistão e uma polêmica sobre o caráter do Estado Chinês. Uma versão em inglês se encontra no site de nossos camaradas britânicos do Consistent Democrats: LCFI Statement: Soviet-bloc Counterrevolution Still Traumatises Humanity.


O colapso da URSS foi previsto por muito tempo, em linhas gerais, pelo movimento trotskista, embora os detalhes, processos e resultados tenham provado ser uma fonte de forte desacordo e divisão. Uma tradição trotskista que se destacou por fazer afirmações aparentemente robustas, mas na verdade problemáticas e, em última análise, falsas após ter analisado de forma única e correta o colapso da URSS e resistido até o fim, foram os camaradas da agora fragmentada International Bolshevik Tendency, IBT (doravante Tendência Bolchevique Internacional ou TBI). A TBI foi, uma tendência trotskista ostensivamente ortodoxa que emergiu de dentro dos espartaquistas no início dos anos 1980 e que afirmava ser a mais recente incorporação de uma continuidade da tradição revolucionária derivada deles.

A AVENTURA DO IMPERIALISMO NO AFEGANISTÃO FOI UM GOLPE CONTRA A REVOLUÇÃO

A aventura do imperialismo no Afeganistão foi um golpe contra a revolução

O presente documento faz parte da coletânea de textos acerca da Contrarrevolução na URSS que integrarão um livro homônimo que se encontra no prelo. Abaixo, publicamos uma das três partes que compõe a declaração do Comitê de Ligação pela IV Internacional acerca da Contrarrevolução na URSS, da Guerra no Afeganistão e uma polêmica sobre o caráter do Estado Chinês. Uma versão em inglês se encontra no site de nossos camaradas britânicos do Consistent Democrats: LCFI Statement: Soviet-bloc Counterrevolution Still Traumatises Humanity.

O então presidente dos EUA, Ronald Reagan recebe os Mujahideens na Casa Branca

Além do aniversário do colapso soviético, a retirada das tropas dos EUA do Afeganistão levou ao colapso do regime fantoche pró-EUA de Ashraf Ghani no Afeganistão. O Afeganistão está ligado ao colapso contra-revolucionário da URSS. O financiamento maciço dos EUA para uma jihad contra o governo do Partido Democrático Popular do Afeganistão (PDPA), nacionalista de esquerda aliado a Moscou (PDPA), começou no final dos anos 1970, e quando a União Soviética interveio em dezembro de 1979 para impedir a derrubada do PDPA por esses contra-revolucionários, o Afeganistão tornou-se uma causa célebre do anticomunismo. Ronald Reagan e Margaret Thatcher se associaram publicamente aos mujahedin, os "guerreiros sagrados" que receberam armamentos de alta tecnologia como os mísseis Stinger para lutar contra o PDPA e a URSS.

A CONTRARREVOLUÇÃO DO BLOCO SOVIÉTICO AINDA TRAUMATIZA A HUMANIDADE

A contrarrevolução do bloco soviético ainda traumatiza a humanidade

O presente documento faz parte da coletânea de textos acerca da Contrarrevolução na URSS que integrarão um livro homônimo que se encontra no prelo. Abaixo, publicamos uma das três partes que compõe a declaração do Comitê de Ligação pela IV Internacional acerca da Contrarrevolução na URSS, da Guerra no Afeganistão e uma polêmica sobre o caráter do Estado Chinês. Uma versão em inglês se encontra no site de nossos camaradas britânicos do Consistent Democrats: LCFI Statement: Soviet-bloc Counterrevolution Still Traumatises Humanity
O grupo dos oito "linha-dura", incluindo Gennady Yanayev (vice-presidente de Gorbachev, ao centro) e Vladimir Kryuchkov (presidente da KGB), formou o Comitê Estatal sobre o Estado de Emergência (GKChP) para derrubar Gorbachev e suas políticas de restauração capitalista conhecidas como Perestroika e Glasnost.

A Revolução Russa de Outubro foi o maior evento até agora na história da humanidade. Foi a primeira oportunidade para a humanidade começar a abolir o sistema capitalista cuja busca pelo lucro já havia levado ao pesadelo de milhões de trabalhadores sendo arrastados para massacrar uns aos outros em toda a Europa como as várias potências imperialistas lutaram entre si para dividir e redividir o mundo.

sábado, 21 de agosto de 2021

NÃO À PRIVATIZAÇÃO DOS CORREIOS!

Não à privatização dos correios! Pela unidade dos trabalhadores contra a atual ofensiva de privatização do bolsonarismo!

Leon Carlos



A função das empresas de correios não é mais a correspondência pessoal. Como uma carta enviada por amantes, ou de um pai da família que foi trabalhar em uma cidade distante e manda uma correspondência para seus familiares ou o turista que viaja e manda um cartão postal para seus amigos. Isso acabou com as atuais tecnologias de comunicação. Agora os correios são válidos para envio de dinheiro (banco postal), comércio eletrônico, etc.

A mercantilização e internet do último meio século apropriou-se da logística dos correios para associá-la ao capital mercantil, não financeiro. Portanto, eles se tornaram agências de meios de troca e circulação de capital. Nessa condição, algumas empresas privadas de comercio por correspondência, chamado de Marketplace, foram alçadas para se postarem entre as maiores corporações internacionais do capital e durante a pandemia, estiveram entre as mais lucrativas, assim como o próprio capital financeiro e indústria farmacêutica.

segunda-feira, 26 de julho de 2021

CUBA, HAITI, BRASIL, PARA ONDE VÃO?

Não à ofensiva imperialista na América Latina, pela defesa incondicional do Estado operário cubano!
Para acessar vídeo do Debate clique aqui

Para saber mais:
Não à ofensiva imperialista na América Latina, pela defesa incondicional do Estado operário cubano!

Em português - Frente Comunista dos Trabalhadores (Brasil)

En Castellano - Tendencia Militante Bolchevique (Argentina)

In English - Consistent Democrats (Grã Bretanha)

REGIME GOLPISTA E GOVERNO BOLSONARO AUMENTAM SOFRIMENTO DOS TRABALHADORES

Regime golpista e governo Bolsonaro aumentam o sofrimento da classe trabalhadora

Frederico Costa[1]


Fragmento de arroz e de feijão (bandinha), ossos de boi e pé de galinha: a dieta da fome



A alta da inflação e o desemprego, próprios da crise capitalista, são acelerados pelo governo de extrema direita de Bolsonaro e seus apoiadores, pois, enquanto aumentam a inflação e o desemprego, crescem, também, a concentração de renda e os ataques aos direitos sociais da maioria da população.

domingo, 25 de julho de 2021

BORBA GATO E O SIMBOLISMO DA BARBÁRIE

Borba Gato e o simbolismo da barbárie
Mário Maestri, Historiador



Borba Gato (1649–1718) foi um “empreendedor” de sucesso na transição do século 17 ao 18, no início da exploração aurífera no Brasil Central. Sua fortuna nasceu da exploração, sobretudo do nativo escravizado, e da representação do tacão colonial lusitano na região. Foi mais um “empresário” de sucesso da ordem escravista, substrato da atual despótica organização capitalista. Seu resgate como figura histórica referencial consolida a proposta da permanência e imutabilidade da sociedade de classes no Brasil. A homenagem à exploração no passado consolida a ordem atual. A grotesca estátua na avenida Santo Amaro, em São Paulo, do bandeirante tendo à mão o bacamarte, instrumento-simbolo da opressão social na sua época, tornou-se importante ponto de confluência da disputa histórica, política e simbólica mais ampla entre o Mundo do Trabalho e o Mundo do Capital.

quarta-feira, 21 de julho de 2021

FORA O IMPERIALISMO DA AMERICA LATINA, EM DEFESA DE CUBA!

Não à ofensiva imperialista na América Latina, pela defesa incondicional do Estado operário cubano!

Declaração do Comitê de Ligação para a Quarta Internacional

1. A contra-ofensiva geopolítica dos EUA

Na mesma semana, dois eventos inéditos aconteceram no Caribe. Em primeiro lugar, houve o assassinato do presidente haitiano, Moïse, que gerou um caos social no país. Em seguida, houve protestos sincronizados em várias cidades de Cuba e dos Estados Unidos contra o governo cubano.

terça-feira, 20 de julho de 2021

TEORIA - DIALÉTICA E IRRACIONALISMO

Dialética e irracionalismo

Sávio Bastos - GPOSSHE (Original publicado aqui)

 irracionalismo, como designação de uma tendência ou escola filosófica, é fundamentalmente a negação da existência de leis objetivas que regem os processos da natureza e as relações sociais dos homens, ou a negação da possibilidade de conhecê-las, sendo as leis objetivas aquelas que operam independentemente da vontade humana. Na linguagem de muitos dos filósofos, é a negação da possibilidade de conhecimento da essência da coisa-em-si, da lei mais íntima que rege aquilo que tem uma existência independente do homem e de sua apreensão pelo intelecto humano; o irracionalismo, assim, nega a possibilidade de apreensão e conhecimento das leis que regem os fenômenos, sejam os da natureza ou os da sociedade.

quinta-feira, 1 de julho de 2021

DEFENDER A RÚSSIA DA PROVOCAÇÃO BRITÂNICA

A provocação imperialista de Johnson no Mar Negro. Defender a Federação Russa!
O Defender britânico filmado de avião da Força Aérea Russa
Em 22 de junho, em uma manobra de publicidade flagrantemente óbvia a Grã Bretanha fez uma provocação militar contra a Rússia. O movimento foi evidentemente ordenado pelo próprio Boris Johnson. O Destróier HMS Defender da Marinha Real, com uma equipe de câmera da BBC e um repórter do Daily Mail a bordo, navegou ostensivamente pelas águas territoriais da Crimeia. A península fez parte da Rússia durante a maior parte de sua história. O referendo popular realizado em 2014 garantiu uma maioria massiva para que a Crimeia se tornasse parte da Federação Russa. O resultado do referendo não é surpreendente, uma vez que a maioria da população da Crimeia é russa, não ucraniana. A Ucrânia, sob um governo subalterno das potências ocidentais, segue reivindicando as águas, e a própria Crimeia.

quinta-feira, 24 de junho de 2021

GRÃ BRETANHA: PANFLETO DO DEMOCRATAS CONSISTENTES SOBRE A QUESTÃO PALESTINA

Após a derrota de Israel em maio: Pela Revolução Permanente para Destruir o Colonialismo Sionista e a Etnocracia!



Este folheto será distribuído na Manifestação Nacional da Assembleia do Povo no sábado (26/06/2021), que é um amplo bloco da esquerda trabalhista e parte da extrema esquerda (centralmente Counterfire, que liderou o SWP Cliffista e na década de 1980, mas foi expurgado quando Alex Callinicos assumiu o controle). O próprio SWP também está envolvido de forma mais periférica. É provável que a manifestação seja bastante grande. A demonstração específica foi convocada para se opor à proposta de lei antiprotesto de Priti Patel, Secretária de Estado para Assuntos Internos, mas a recente guerra da Palestina significa que haverá muito foco em torno da Palestina e um contingente que o movimento Stop the War (também dirigido pela Counterfire) está tentando organizar para fazer é uma espécie de demonstração de duplo propósito.

A "Guerra de Saif Al-Quds" (Espada de Jerusalém) de maio foi uma importante derrota política para a etnocracia israelense. Ele mostrou que o sionismo não é tão poderoso, apesar de seu armamento de alta tecnologia e da enorme generosidade militar e econômica que recebe de seus aliados imperialistas com seus lobbies sionistas sobrepostos - parceiros de Israel no crime. Mas Israel não será facilmente vencido. Ao contrário da África do Sul, seu colonialismo de colonos é muito mais arraigado e visa eliminar a população árabe nativa da Palestina, não explorá-la. Ao contrário daquele transplante racista anterior, Israel está muito mais estrategicamente colocado dentro das potências imperialistas ocidentais e seu lobby é uma força imperialista poderosa, embora de força variável, dentro das classes capitalistas dominantes da Europa e da América do Norte.

quinta-feira, 17 de junho de 2021

#19J

 

Por uma Jornada Unificada de lutas!

Por Assembleias Populares em todo o país!


Reproduzimos o panfleto para o 19 de junho (#19J) - o dia nacional de luta para o qual estão confirmados 408 protestos em 401 cidades - do Grupo Emancipação do Trabalho, uma frente de organizações e militantes trotskistas, do qual fazemos parte.


F. A. S., 26 anos, costureira, trabalhava em uma empresa média com carteira assinada, assim como o marido. Mãe de três crianças e grávida, contraiu Covid. O marido precisou se afastar do trabalho para cuidar dos filhos e da casa e ambos foram demitidos. Ficaram sem condições de pagar o aluguel de quase 400 reais, além das contas de comida, água, luz, gás, internet, ... Chegou a receber o auxílio emergencial que depois foi reduzido. A família ficou desempregada e sem teto durante a pandemia. Uniram-se a dezenas de outros trabalhadores em situação similar para ocupar um terreno abandonado há décadas. Em um ataque policial contra a ocupação, F.A.S. perdeu o bebê. Apesar de tudo, seguiu firme na ocupação Carlos Marighela, que resistiu por vários meses contra várias outras ameaças de despejo, obteve a solidariedade de vários partidos, sindicatos e organizações de esquerda e saiu vitoriosa.

quinta-feira, 10 de junho de 2021

DEMOCRATAS CONSISTENTES

Fração Trotskista ou Democratas Consistentes: sobre a questão do nome.

Original em inglês em Consistent Democrats




Recentemente, a Trotskyist Faction (Fração Trotskista - FT) do Socialist Fight (SF) decidiu mudar seu nome. Isso se tornou necessário após a saída formal do agrupamento / site de Gerry Downing, que ainda se autodenomina Socialist Fight (Luta Socialista), da tendência internacional que havíamos aderido em comum, o Comitê de Ligação pela a Quarta Internacional (LCFI em inglês, CLQI, em português). Temporariamente nós nos tornamos uma fração para seguir defendendo as posições programáticas anteriores do SF, e particularmente as consistentes posições anti-sionistas pelas quais o SF se tornou conhecido nos últimos 5 anos ou mais, do ataque por parte do grupo de Gerry Downing. Para conhecer o histórico completo, seria útil para os novos leitores examinar três documentos.

PERU

La victoria de Pedro Castillo y las tareas de los trabajadores


La victoria de Pedro Castillo representó el triunfo del descontento con el modelo instaurado desde la instancia económica por el gobierno de Alberto Fujimori (1990-2000) y en las elecciones fue representado por su hija, Keiko. Modelo de la instancia económica basado en los llamados ajustes neoliberales. Hay que agregar que Castillo si bien capto la tendencia anti-modelo neoliberal es desde otro punto de vista un
conservador en temas como el derecho al aborto o el matrimonio homosexual.

quarta-feira, 9 de junho de 2021

OPERÁRIOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL - PERNAMBUCO

Operários não deram arrego aos patrões e conquistaram vitória na campanha salarial!

João Pedrosa



Os operários do Sindicato da Contrução Civil e Pesada de Pernambuco, o Marreta, arrancaram da patronal um reajuste de 7,59%. Três pontos percentuais acima da inflação oficial. O reajuste será incorporado no salário integralmente e será retroativo a data base que é primeiro de maio. Esse pode ser um dos ou o maior ganho salarial dessa categoria no Brasil. Uma conquista que só foi possível após a realização de várias greves parciais nas grandes obras das empresas construtoras Moura, EKOS, Dalas, Gueiros Galvão, ACLF e MRV.

Todavia, apesar dessa vitória, os trabalhadores estão plenamente conscientes que não há muito a comemorar diante da inflação disparada dos preços dolarizados, enquanto os salários continuam praticamente congelados, favorecendo o novo ciclo de enriquecimento dos patrões que tem Bolsonaro, Guedes e os militares como testas de ferro. É por isso que em 19 de junho a categoria vai pra cima, vai pra rua, no dia nacional de mobilização contra tudo isso que está aí.

domingo, 30 de maio de 2021

TRUMKA, TIRE AS MÃOS DO CONSELHO DA AFL-CIO DE VERMONT

Campanha: TRUMKA: Tire as mãos da AFL-CIO de Vermont - Nove organizações da esquerda em todo mundo defendem a resolução do Conselho da AFL-CIO de Vermont

Campanha no Facebook da VT-AFL-CIO
Site do VT-AFL-CIO


A Federação Americana do Trabalho e Congresso de Organizações Industriais (do inglês American Federation of Labor and Congress of Industrial Organizations), conhecida por sua sigla AFL-CIO, é a maior central operária dos Estados Unidos e Canadá. Formada em 1955 pela fusão da AFL (1886) com a CIO (1935). É composta por 54 federações nacionais e internacionais de sindicatos dos Estados Unidos e do Canadá que juntos representam mais de 10 milhões de trabalhadores. Até 2005 funcionou, na prática, como central sindical unitária, mas, em razão de cisões internas, várias das maiores agremiações que a formavam deixaram a organização. A AFL-CIO tem sido acusada de receber financiamento da CIA. Pesquisadores também apontaram as relações estreitas dos sindicalistas norte-americanos com embaixadores, adidos trabalhistas, autoridades políticas, CIA e Departamento de Estado.

CARTA ABERTA AO PRESIDENTE DA AFL-CIO DOS EUA

Carta aberta ao presidente da AFL-CIO, Richard Trumka, em solidariedade à seção da AFL-CIO de Vermont

A carta abaixo foi assinada e endossada por organizações e indivíduos de todo o mundo em solidariedade ao Vermont AFL-CIO. O Comitê de Ligação pela IV Internacional, do qual a Frente Comunista dos Trabalhadores subscreve essa Carta Aberta:



A Richard Trumka, presidente da AFL-CIO:

Defendemos o direito do Vermont AFL-CIO de ter aprovado uma moção autorizando uma Greve Geral se os resultados das eleições de 2020 tivessem sido anulados por um golpe. Esta moção, votada pelos delegados comuns na Convenção AFL-CIO 2020 de Vermont, fez parte de uma tradição que nos deixa orgulhosos, de lutar juntos contra a ameaça do fascismo e da ditadura. Defendemos o direito dos trabalhadores e do movimento sindical organizado de fazer greve em defesa de seus direitos democráticos.

GRÃ BRETANHA: O ASCENSO DA LUTA PALESTINA E AS DEBILIDADES DA ESQUERDA

O movimento de massas na Grã-Bretanha e pontos fracos da esquerda

Fração Trotskista - Grã Bretanha

Nossos camaradas da Fração Trotskista (seção britânica do Comitê de Ligação pela IV Internacional, CLQI. Em inglês: LCFI) participaram de quatro grandes manifestações em Londres em solidariedade aos palestinos durante aquele período de 11 dias. É notável que nas três primeiros, a esquerda britânica foi muito sub-representada em comparação com sua participação em eventos onde outras questões foram o foco. As manifestações foram predominantemente de muçulmanos, sul-asiáticos e árabes.

A VITÓRIA PALESTINA NA GRÃ BRETANHA

A derrota de Israel em 'Saif Al-Quds' e a política de massa

Fração Trotskista - Grã Bretanha



O recuo de Israel, após 11 dias de bombardeios em Gaza, o cessar-fogo incondicional efetivamente imposto ao Estado sionista, é uma grande vitória palestina cujas implicações são muito prejudiciais para todo o projeto sionista. Um artigo no Middle East Monitor (24 de maio), da Dra. Amira Abo el-Fetouh, caracterizou o resultado de forma muito nítida:

“Israel com armas nucleares, e seu exército equipado com o armamento mais recente, foi derrotado. O elogiado, e extremamente caro, sistema de defesa antimísseis “Domo de Ferro” falhou devido aos foguetes disparados pelos grupos de resistência palestinos na Faixa de Gaza sitiada. O resultado foi que os foguetes palestinos poderam atingir todas as partes que foram tomadas da Palestina pelo sionismo em 1948, bem como as plataformas de gás de Israel no Mar Mediterrâneo, e o país, às vezes, ficou quase completamente sob toque de recolher.

segunda-feira, 24 de maio de 2021

EL SALVADOR

 ¡Fuera el imperialismo de El Salvador y América Central! ¡Los trabajadores deben confiar ante todo en sus propias fuerzas!

Tendencia Militante Bolchevique (Argentina)


El gobierno de Nayib Bukele fue un importante soporte de la política anti-inmigratoria del imperialismo en la era Trump. Todavía, hoy Bukele cayó en desgracia con Biden-Harris y está entrando en contradicción con el imperialismo estadounidense en América Central acercándose de China. Bukele es un político burgués que paso por el FMLN, siendo alcalde de la capital San Salvador en el 2015, del cual fue expulsado en el 2017 y a partir de ahí se acerca al Gran Alianza por la Unidad Nacional (GANA), con el cual aprovecha el desgaste del bipartidismo constituido por el Frente Martí de Liberación Nacional y ARENA, siendo electo presiden en el 2019y poniendo así fin a casi 30 años de bipartidismo en El Salvador.

domingo, 23 de maio de 2021

VITÓRIA PALESTINA HUMILHA ISRAEL

Vitória dos Trabalhadores palestinos e da resistência internacional humilham Netanyahu

Declaração do Comitê de Ligação pela IV Internacional


O cessar-fogo entre Israel e o governo palestino do Hamas em Gaza após 11 dias de bombardeio de Gaza é o resultado de um grande fracasso de Israel em face das múltiplas facetas da resistência à provocação deliberada de Netanyahu desta fase da guerra sionista contra os palestinos . O cessar-fogo foi concedido com muita relutância e, assim que entrou em vigor, os israelenses lançaram outra provocação em Al Aqsa, mas a queda do público ainda foi significativa e permitiu que os líderes do Hamas em Gaza reivindicassem a vitória.

quarta-feira, 12 de maio de 2021

PELA VITÓRIA PALESTINA

Pela vitória palestina contra a Nakba de Israel em Al Quds!

Declaração do CLQI


Os despejos de famílias palestinas em Sheikh Jarrar, em Jerusalém Oriental / Al Quds, os ataques a muçulmanos na Mesquita de Al Aqsa / Cúpula da Rocha e os ataques assassinos sobre Gaza, que derrubaram um prédio residencial de 13 andares, pelo governo "interino" de Netanyahu são mais uma escalada do genocida Projeto sionista de destruição do povo palestino. Um propósito óbvio disso é prolongar o governo pessoal de Netanyahu, que enfrenta uma possibilidade real de prisão por corrupção. Tendo falhado pela terceira vez em formar um governo estável após uma eleição, Netanyahu provoca um conflito com os palestinos, um estratagema deliberado para permanecer no poder.

terça-feira, 11 de maio de 2021

COLÔMBIA

Fim da repressão e do ajuste

Abaixo o governo do Duque e seu regime uribista!

Tendência Militante Bolchevique - Argentina


Os trabalhadores na Colômbia estão liderando uma série de lutas contra a política de ajuste por parte do "modelo" de estado semicolonial que o imperialismo busca impor na América Latina.

O DIA DA VITÓRIA E TROTSKY

Há 76 anos o exército vermelho derrotava o nazismo

Frederico Costa
Professor da Universidade Estadual do Ceará - UECE e Coordenador do instituto de Estudos e Pesquisas do Movimento Operário - IMO.


Todo ser humano que ama a liberdade deve ao Exército
Vermelho mais do que conseguirá pagar em uma vida.

Ernst Hemingway

Há 76 anos, no 8 de maio 1945, ocorreu a derrota formal da Alemanha nazista para os aliados na Segunda Guerra Mundial. Havia um acordo entre os aliados de que o dia 9 de maio de 1945 seria o dia da celebração, no entanto, jornalistas ocidentais divulgaram a notícia da rendição alemã mais cedo do que era previsto, precipitando as celebrações. A URSS manteve as celebrações para a data acordada, por isso o fim do conflito, conhecido na Rússia como a Grande Guerra Patriótica, é celebrado no dia 9 de maio. Já a vitória aliada sobre o Japão é comemorada no dia 15 de agosto de 1945.

sábado, 1 de maio de 2021

1° MAIO - 2021 - SOCIALISTA, REVOLUCIONÁRIO, CLASSISTA, INTERNACIONALISTA

Primeiro de maio socialista, revolucionário, classista, internacionalista

Publicamos a seguir o vídeo do primeiro de maio do grupo Emancipação do Trabalho.

sexta-feira, 30 de abril de 2021

PANDEMIA: PELA QUEBRA DAS PATENTES

A vida acima do lucro: Senado precisa aprovar a quebra de patentes das vacinas

Frederico Costa*

O Senado deve votar nesta quinta-feira, 29, o Projeto de Lei 12/2021, que permite a quebra de patentes de vacinas, testes de diagnóstico e medicamentos de eficácia comprovada contra a covid-19 enquanto vigorar o estado de emergência de saúde. De acordo com o texto, os titulares de patentes ficam obrigados a ceder ao poder público todas as informações necessárias para a produção de vacinas e medicamentos para o enfrentamento à covid-19. O objetivo, segundo o autor, o senador Paulo Paim (PT-RS), é agilizar a produção de imunizantes na tentativa de acelerar o processo de vacinação contra a doença no país. Em sua justificativa, o senador afirma que a medida não implica ignorar os direitos à propriedade intelectual relacionados ao comércio, mas relativizá-los em caráter temporário, diante do interesse maior do povo brasileiro.

quarta-feira, 28 de abril de 2021

GRÃ BRETANHA - TORYS BREXIT E LABORISTAS EM QUEDA LIVRE

Os Torys do Brexit Britânico e os Laboristas em queda livre

Fração Trotskista - Grã Bretanha


Na Grã-Bretanha de hoje, o governo Brexit Tory de Boris Johnson se recuperou um pouco no apoio popular do severo descrédito que sofreu por causa do grande número, mais de 150.000, que morreram de Covid. O governo originalmente tinha uma política ultrajante de "imunidade de rebanho" sem vacinas, depois mudou sob pressão de baixo para uma série de lockdowns indiferentes, que na verdade ele próprio sabotou ao suspendê-los quando estavam prestes a ser eficazes, para permitir lucros para retomar. Agora que o amplo programa de vacinação está mostrando sinais de gerar imunidade de rebanho real, o regime de Johnson está levando o crédito.

1o DE MAIO DE 2021

Primeiro de Maio de 2021: a classe trabalhadora enfrenta pandemia, depressão, guerras e aquecimento global
Este ano, muitos bilionários dobraram suas riquezas e 500 novos surgiram. Enquanto mais 150 milhões foram empurrados para a pobreza extrema.
O capitalismo deve ser derrubado!


Manifesto do Comitê de Ligação pela Quarta Internacional



Nesse primeiro de maio de 2021, a classe trabalhadora internacionalmente enfrenta a pior situação desde o início dos anos 1930. Em alguns aspectos e locais, se encontra em condições ainda piores que nos anos 30. Ao redor do mundo, o capitalismo está esmagando nossa classe de muitas formas. A pandemia de Covid-19 é o resultado da pilhagem capitalista do meio ambiente e um subproduto terrível de sua exploração desenfreada da natureza. Sua aparente origem na China é, sem dúvida, um subproduto da mercantilização daquela sociedade por meio da restauração capitalista. Essa pilhagem da natureza cria riscos de infecções por transbordamento biológicos que podem causar enormes danos à humanidade e são possíveis em muitos lugares. A natureza está sendo degradada pelo capitalismo em todo o mundo.

sábado, 24 de abril de 2021

O SENTIDO ESTRATÉGICO DA LUTA CONTRA A AMAZON

O sentido estratégico da luta contra a Amazon
Secretariado Americano do CLQI

A Amazon é o maior varejista on line do planeta. A empresa emprega atualmente cerca de 1,3 milhão de pessoas em todo o mundo, o que a coloca entre as 10 maiores instituições empregadoras do mundo, juntamente com o Departamento de Defesa dos EUA, o Exército chinês, o Sistema Nacional de Saúde do Reino Unido e corporações privadas como o MacDonald's e o WallMart.

quarta-feira, 21 de abril de 2021

MIANMAR - A DITADURA MILITAR E A CLASSE TRABALHADORA, GRUPO BOLCHEVIQUE DA CORÉIA DO SUL

A Ditadura militar de Mianmar e a classe trabalhadora
E a percepção muito prejudicial de alguns esquerdistas

Reproduzimos abaixo um documento sobre Mianmar com o qual temos acordo, elaborado pelo Grupo Bolchevique da Coréia do Sul





A maioria da esquerda coreana e internacional se opõe ao golpe militar de Mianmar. Mas, evidentemente, a maioria nem sempre está certa. No caso dos protestos em Hong Kong e da Bielo-Rússia, que foram temas quentes em 2019 e 2020, a maioria apoiou os chamados protestos " democráticos ". Ambas as ondas de manifestações foram de natureza reacionária e majoritariamente a "esquerda" esteve em Hong Kong e na Bielorrússia em apoio aos protestos pela democracia anti-chineses e aderiram à campanha anti-Rússia (ver grupo bolchevique em Hong KongBelarus posição de referência ). Mas na Declaração de 3/5/2021 conforme descrito neste artigo, estamos ao lado dos manifestantes que arriscam suas vidas para derrubar os militares reacionários.

sexta-feira, 9 de abril de 2021

CONTRA A GUERRA EUA-UCRÂNIA CONTRA O DONBASS E A RÚSSIA

Contra a guerra EUA-Ucrânia contra o Donbass e a Rússia – Basta de provocações, ataques de drones a civis e assassinato de crianças!

A organização dos EUA Solidarity with Novorossiya & Antifascist na Ucrânia está realizando um protesto contra os preparativos de ataque apoiados pelos EUA / OTAN para uma nova fase da guerra no Donbass, em Nova York, no próximo sábado, 10 de abril. O LCFI e suas seções nacionais endossaram a declaração que acompanha o protesto e a própria iniciativa de protesto, e instamos outros socialistas e comunistas antiimperialistas, a fazerem o mesmo.

terça-feira, 30 de março de 2021

PANDEMIA DA COVID NO BRASIL: A DIMENSÃO HISTÓRICA DO MASSACRE ATUAL

A dimensão histórica do massacre atual
Artigo extraído do blog Emancipação do Trabalho


É preciso traçar a dimensão histórica da tragédia atual. Nenhum outro massacre anterior matou tantos brasileiros quanto o atual. Na maior guerra da América Latina, a da tríplice aliança contra o Paraguai, morreram entre todos os exércitos beligerantes, de aproximadamente 300 mil pessoas. Mas se contarmos só o Brasil, foram cerca de 100 mil, porque aqui nós estamos fazendo uma comparação com os mortos pela Covid no Brasil. E alí foram 6 anos de guerra.

segunda-feira, 8 de março de 2021

“O QUE SE OCULTA NA DECISÃO DE FACHIN”

“O Que se Oculta na Decisão de Fachin”

Fabio Sobral



No dia de 15 de fevereiro de 2021, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin reagiu à revelação de que o tuíte do General Eduardo Villas Bôas, por ocasião do julgamento de um habeas corpus do ex-presidente Lula que o colocaria na disputa eleitoral de 2018, foi articulado, segundo o próprio general, com o alto comando do Exército (aqui).
Essa foi uma interferência direta nas eleições presidenciais. Talvez por isso Bolsonaro tenha agradecido efusivamente a este general. Bolsonaro atribuiu sua vitória ao próprio ex-comandante do Exército (aqui).

terça-feira, 2 de março de 2021

KKE, SINALIZANDO ENTRAR À ESQUERDA, GIRA PARA A DIREITA

“Retórica ultra-esquerdista para se livrar de suas responsabilidades nos momentos cruciais da luta de classes”

Fachada do escritório central do KKE em Atenas

Abaixo publicamos a carta enviada pelo camarada Panagiotis Papargyris, do grupo Ação Revolucionária Comunista (KED), ao camarada Humberto Rodrigues, da Frente Comunista dos Trabalhadores, do Brasil.

Panagiotis respondeu uma solicitação sobre suas impressões acerca do documento "Formação, Ação e Dissolução da Internacional Comunista sob o Prisma das Tarefas Atuais do Movimento Comunista Internacional", do Partido Comunista da Grécia, o KKE, publicado pela FCT e que pode ser acessado aqui. O documento do KKE é uma crítica ao PCFR russo.

O membro do KED nos escreve desde Nafplio, uma cidade portuária no Peloponeso na Grécia. Trata-se de uma brilhante crítica comunista a política do KKE, no âmbito internacional (Síria, Ucrânia, OTAN vs Rússia e China,...), em sua trajetória histórica e de sua política no plano doméstico, para a luta de classes na Grécia. 

O documento do KKE é apresentado pelo partido como uma “restauração das características revolucionárias do Partido", às vésperas de seu 21° Congresso, mudança essa que seria oposta a degeneração que caracteriza a maioria dos Partidos Comunistas, como o próprio PCFR ou o PCdoB. Vejamos:

QUATRO LIÇÕES QUE DEVEMOS TIRAR DA PANDEMIA

Quatro lições que devemos tirar da pandemia

Frederico Costa [1]



Há um ano, no dia 26 de fevereiro de 2020, ocorria o primeiro caso registrado de contaminação de Covid no Brasil. Um ano depois, chegamos a mais de 255 mil vidas perdidas, segundo dados oficiais. No dia 25 de fevereiro de 2021, o país registrou o maior número de óbitos pela doença em 24 horas em toda a pandemia: 1.582 brasileiros mortos. Além disso, também se completa 40 dias seguidos de média móvel acima de 1.000 óbitos.

O KKE E AS TAREFAS ATUAIS DO MOVIMENTO COMUNISTA

“Formação, Ação e Dissolução da Internacional Comunista sob o Prisma das Tarefas Atuais do Movimento Comunista Internacional”


O KKE é um dos maiores partidos comunistas do Ocidente e nessa condição se encontra no centro da luta político-ideológica nas fileiras dos PCs. O partido se prepara para seu 21° Congresso em 2021 e declarou que tem como objetivo a formação de um polo marxista-leninista no interior do chamado Movimento Comunista Internacional (MCI) em uma série de questões, como a interpretação do capitalismo e do sistema imperialista internacional.

segunda-feira, 1 de março de 2021

ATAQUES DOS EUA CONTRA O IRÃ

Condenamos os ataques imperialistas "progressivos" de Biden ao Irã e as provocações contra a China

Declaração do CLQI


As forças dos EUA baseadas no Iraque bombardearam unidades da milícia pró-Irã na Síria. Esse é um sinal claro do fio de continuidade da política externa dos EUA de Trump sob a nova presidência de Joe Biden. O imperialismo não é apenas uma fase particular do capitalismo, ele se expressa por uma política de guerra (convencional ou não) do Estado a serviço do capital financeiro e dos monopólios multinacionais.

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2021

SOBRE A SAÍDA DO SOCIALIST FIGHT DO CLQI

Declaração do Comitê de Ligação pela 4ª Internacional (CLQI) sobre a saída da fração de Gerry Downing do Socialist Fight / Luta Socialista (Grã-Bretanha) 


“Toda luta fracional séria dentro de um partido é sempre, em última instância, um reflexo da luta de classes. A fração majoritária demonstrou desde o início a dependência ideológica da oposição em relação a democracia pequeno-burguesa. A oposição, ao contrário, precisamente por seu caráter pequeno-burguês, sequer tentou buscar as raízes sociais do campo hostil ”.

Leon Trotsky,
Uma oposição pequeno burguesa no SWP,
dezembro de 1939

Quase exatamente um ano atrás, quando ficou claro que uma grande divisão havia surgido no Socialist Fight (Luta Socialista), então a Seção Britânica do Comitê de Ligação para a Quarta Internacional (CLQI), nossos camaradas das seções dos EUA, Brasil e Argentina produziram uma Resolução sobre a crise da seção britânica do CLQI (5ª Março de 2020). O documento consolidou-se para a posteridade, agora reproduzimos alguns trechos da resolução que trata especificamente do conflito faccional britânico:

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2021

A RÚSSIA E O CASO NAVALNY

Democracia e liberdade para os trabalhadores e para oposição de esquerda, não para os agentes do imperialismo, neoliberais, neonazistas, xenófobos, como Navalny
Moscou, 1993, a crise entre o Yeltsin, apoiado pelo imperialismo, e o Parlamento. As manifestações foram crescendo em defesa do Soviete Supremo e pela restauração da URSS

Versão publicada também em inglês pelos camaradas da Fração Trotskista da Grã Bretanha:
Russia and the Navalny Case - Democracy and freedom for workers and the leftist opposition, not for agents of imperialism, neo-liberals, neo-Nazis, xenophobes, like Navalny

Alexey Navalny está para a Rússia, como Juan Guaidó está para a Venezuela ou Yoani Sanchez para Cuba. A imagem dos três foi construída como sendo “dissidentes” políticos de governos de nações inimigas dos EUA. Essas nações tem sido há décadas submetidas a sanções econômicas e diplomáticas e sobre elas aumenta o cerco por bases militares do exército mais poderoso do planeta, comandando tropas da OTAN.

domingo, 14 de fevereiro de 2021

GRÃ BRETANHA: BORIS JOHNSON, O TRUMPISMO BRITÂNICO EM UMA CRISE MORTAL

Boris Johnson, o Trumpismo no Reino Unido está em uma crise mortal 

Ian Donovan, da Fração Trotskista britânica, membro do Comitê de Ligação pela IV Internacional
Site original em Inglês

A saída de Donald Trump nos Estados Unidos colocou os holofotes no governo igualmente esquálido e mentiroso de Johnson na Grã-Bretanha. As contradições da situação na Grã-Bretanha, assim como nos Estados Unidos, foram expostas pela pandemia Covid-19. Além disso, há o desastre em andamento no difícil acordo pelo Brexit de Boris Johnson, que já está gerando protestos, inclusive por parte de alguns que apoiaram Johnson e o Brexit. As consequências econômicas do Brexit estão se combinando com as da pandemia para criar uma tempestade perfeita. O plano original de Johnson, de construir um ambíguo não-acordo no final do período de transição, foi abandonado pouco antes do Natal porque era um risco muito grande para a estabilidade de seu regime.

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2021

DECADÊNCIA DO IMPERIALISMO DOS EUA CATAPULTA LIDERANÇA REGIONAL DO IRÃ

Decadência do imperialismo dos EUA catapulta liderança regional do Irã

Há uma década da "primavera árabe" imperialista, Irã, Rússia e Síria se fortaleceram. EUA, Israel e Arábia Saudita se desesperam. Para reverter a crise da hegemonia, Biden dá início a uma nova ofensiva.

Extraído do Blog Grupo Emancipação do Trabalho
Versão publicada em inglês pelos camaradas da Fração Trotskista da Grã Bretanha: Decline of US imperialism catapults Iran’s regional leadership


Logo no primeiro dia do governo Biden, foi lançada uma nova operação de invasão da Síria, com 200 soldados e um comboio de 40 caminhões carregados com armas e materiais logísticos da chamada coalizão internacional liderada pelos EUA entrou no interior de Hasaka via al-Walid cruzando a fronteira norte do Iraque para dentro da Síria. Trump havia iniciado uma retirada das tropas do Afeganistão, Iraque e Síria. Biden está tentando repo-las. O democrata nomeou velhos falcões de política externa, muitos dos mesmos responsáveis ​​pelas intervenções abertas e secretas de Obama na Líbia e na Síria no início da chamada 'Primavera Árabe'.

sábado, 6 de fevereiro de 2021

O CAPITALISMO NÃO SE PREOCUPA COM A VIDA DAS PESSOAS: O EXEMPLO DO BRADESCO

O capitalismo não se preocupa com a vida das pessoas: O exemplo do Bradesco

Frederico Costa[1]


Em 2020, o Bradesco fechou 1.083 agências físicas e demitiu 7.754 pessoas do quadro de funcionários com o objetivo de conter os custos e reduzir as despesas. Em dezembro, a instituição contava com 3.395 unidades em todo o país, e um quadro de 89.575 trabalhadoras e trabalhadores. Os valores são, respectivamente, 24,2% e 8% inferiores aos números registrados no mesmo período de 2019. Tais medidas adotadas possibilitaram uma redução de R$ 3,2 bilhões ou 6,6% das despesas operacionais. Com isso, a eficiência operacional foi de 46,3% em 12 meses, o melhor desempenho da história do banco (https://interior.ne10.uol.com.br/noticias/2021/02/04/bradesco-fecha-1083-agencias-e-demite-7754--funcionarios-em-2020-203413).

sexta-feira, 29 de janeiro de 2021

Diferenças no CLQI acerca da Guerra Civil nos EUA

Sobre nossas diferenças públicas sobre a invasão trumpista do Capitólio


As forças repressivas do regime imperialista protegem o Capitólio,
logo após o prédio ser invadido por manifestantes pró-Donald Trump
Tasos Katopodis - Getty Images via AFP

Tendência Militante Bolchevique (Argentina) - Frente Comunista dos Trabalhadores (Brasil) - Liga Socialista dos Trabalhadores (EUA) - Seções do Secretariado das Américas do Comitê de Ligação para a Quarta Internacional

1. Existem diferenças em nossa corrente internacional sobre as tendências do atual processo de Guerra Civil nos Estados Unidos.

2. As seções do Brasil, Argentina e a dos próprios EUA, FCT, TMB e SWL, respectivamente, entendem que só ao proletariado organizado pode ser confiada a tarefa de esmagar o Trumpismo. Não temos ilusões em nenhum bloco ou apoio às medidas militares imperialistas do Partido Democrata. Eles não acreditam que os golpistas do Partido Democrata, que realizaram golpes contra os povos oprimidos, sejam os melhores aliados dos trabalhadores estadunidenses para combater os golpes de Trump. Não defendemos a "democracia dos ricos imperialistas" nem suas instituições decadentes que deliberam sobre os povos oprimidos do mundo e os trabalhadores dos Estados Unidos todos os males do grande capital. Esta nação foi construída sobre os pilares da opressão dos escravos e do patriarcado. O Partido Democrata é um componente estrutural e histórico desse estado. Até a década de 1930, o Partido Democrata foi a ala do bipartidarismo que melhor representou o sul escravista (1). Os democratas não têm força nem interesse em destruir a ala supremacista branca, nem em erradicar sua tradição que faz parte da própria tradição democrata, mas apenas em atenuá-los e usá-los como justificativa para expandir o seu poder político, agora efetivamente hegemônico no Executivo, na Câmara e no Senado. Defendemos um levante político (muito além do social ou racial) das massas brancas indígenas, latinas, afrodescendentes e exploradas, muçulmanas e oprimidas contra a carnificina promovida pelas corporações de todos os seus agentes governamentais.

3. Assim, possuímos divergências públicas com os camaradas britânicos do FT-SF que também compõem o Comitê de Ligação para a Quarta Internacional (CLQI). Aqui está sua declaração: " Declaração da Facção Trotskista sobre o golpe fracassado de Trump em Washington . " Pelo que sabemos, os camaradas cometem uma série de erros sucessivos e combinados no golpe fracassado de Trump que nos impediu de assinar uma declaração comum. Aqui está a declaração: "O Golpe de cervejaria" de Trump assinado por TMB, FCT e SWL.

4. Os camaradas britânicos são a favor de um bloco militar com os Democratas e invocam as instituições da máquina estatal imperialista contra o trumpismo, fazendo uma analogia entre a Espanha em 1936 e os Estados Unidos em 2021, pois em ambas as situações estaria presente um ataque fascista a um regime parlamentar burguês em um país imperialista. No entanto, esta é uma falsa analogia porque minimiza o fato de que na Espanha, em oposição ao lado fascista imperialista de Franco, havia uma frente popular, cujo principal componente era um partido de massas da classe trabalhadora, seus sindicatos e suas centrais sindicais. Portanto, o que Franco ameaçava era aos organismos da democracia proletária e não apenas um parlamento burguês espanhol. A defesa da democracia proletária contra um golpe fascista não tem nada a ver com a defesa da "democracia imperialista".

“Defesa da República ou Revolução Operária

A aliança política dos dirigentes da classe operária com a burguesia se disfarça em defesa da "república". A experiência da Espanha mostra o que realmente é essa defesa. A palavra "republicano", como a palavra "democracia", é charlatanismo deliberado que serve para encobrir as contradições de classe. O burguês é um republicano, enquanto a república protege a propriedade privada. E os trabalhadores usam a República para derrubar a propriedade privada. Ou seja: a República perde todo o seu valor para a burguesia ao assumir valor para os trabalhadores. O radical não pode entrar no bloco com os partidos operários sem a garantia de apoio nas lideranças. Não é por acaso que Daladier está no comando do Ministério da Guerra francês. A burguesia francesa confiou-lhe esta posição mais de uma vez e ele nunca o traiu. Só pessoas como Maurice Paz ou Marceau Pivert podem acreditar que Daladier é capaz de purgar o exército de reacionários e fascistas, ou seja, de dissolver o corpo de oficiais. Mas ninguém leva essas pessoas a sério. Mas aqui a exclamação nos interrompe. “Como pode o corpo de oficiais ser dissolvido? Isso não significa destruir o exército e deixar o país desarmado diante do fascismo? Hitler e Mussolini estão esperando por isso! "Todos esses argumentos são antigos e familiares. É assim que raciocinam os cadetes, SRs e mencheviques russos em 1917, e é assim que raciocinam os dirigentes da Frente Popular Espanhola. Os trabalhadores espanhóis acreditaram nesses argumentos para a mídia, até que a experiência os convenceu de que o inimigo fascista mais próximo estava no exército fascista espanhol. Como era de se esperar, nosso velho amigo Karl Liebknecht ensinou: "O principal inimigo está em nosso próprio país!"

Expurgo do exército fascista, uma ilusão

L'Humanite chora implorando para que o exército seja expurgado de fascistas. Mas de que adianta esse apelo? Quando você vota por créditos de manutenção, quando você faz uma aliança com Daladier e, por meio dele, com o capital financeiro, você confia o exército a Daladier - e ao mesmo tempo exige que esse exército inteiramente capitalista sirva "o povo" e não o capital, então ou você se tornou um completo idiota ou está conscientemente enganando as massas trabalhadoras. "

Leon Trotsky, Lições da Espanha: Última advertência, 30 de julho de 1936

5. Devido a este erro, o FT-SF induz outro: nesta analogia, apesar de negar, a posição do FT induz então a falsa crença, embelezamento de que o Partido Democrata dos Estados Unidos de 2021 seria algo semelhante a um partido de massas . Da classe trabalhadora, que é completamente falsa e cria ilusões no núcleo duro do imperialismo mundial. A Secretaria do CVCI para as Américas não concorda com a unidade de ação ou bloco militar com o Partido Democrata, mesmo que seja "crítica" ou sem qualquer apoio político formal. Nada de fachada com Biden que, como vice-presidente de Obama, promoveu e foi beneficiário direto do golpe neonazista na Ucrânia! Defendemos o derrotismo de ambas as alas do imperialismo, como Lenin na Primeira Guerra Mundial, para transformar a guerra intraimperialista em guerra de classes.


Notas

1. https://en.wikipedia.org/wiki/Democratic_Party_(United_States)
2. https://law.yale.edu/yls-today/news/electoral-college-votes-against-equality-essay-prof -akhil-love-and-vikram-love